quinta-feira, 3 de junho de 2010

DISTRAÍDA

Eu seria capaz de te perdoar?
Eu mergulho
nas lembranças
E encontro seu sorriso(MENTIRA)

O que eu fiz de errado?
Eu tentei
te dar tudo
o que você queria(MENTIRA)

Eu abriria mão
das coisas mais importantes
A nossa imperfeição perfeita
me distraia( MENTIRA)

Eu me tornaria um estátua
E te daria de presente
só pra você colocar
na sua estante de vaidades

Te dei abrigo
e carinho
Eu enxuguei suas lágrimas
Eu brindei sua vida!

(MENTIRA)
-*-*-*-*-*-

Poema escrito em 02/09/2009.

2 comentários:

  1. Bem contraditório.

    Gostei dos seus poemas, parabéns. (:
    E obrigada por comentar e seguir o "Random Things"

    ResponderExcluir